"É amargo meu viver se passo o tempo pensando em mim mesmo (...)
É doce meu viver se passo o tempo pensando em Ti" Rabindranath Tagore

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Passo

Já confundi a mim
o quanto podia
...
e
noite após dia.
Não posso mais.
Adiar qualquer verdade
é dormir o sono ruim.
E é desencontrar-se
infinitamente.
Perder-se.
Estou tentando de novo
ser maior que o medo
do esquecimento.

Estou tentando de novo.
Como uma criança,
na ousadia do passo.

A esperança.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Ilumina-me!

Deixa que eu desafogue
por segundos
nesse canto de alma,
quando me recebes em Teu solo de terra firme.
Meu barquinho já vai longe.
Lá por onde ficou a fonte
que eu idealizei
quando já era deserto.

Esfrego os olhos,
e ainda parece
que nada sei desses céus tão claros.
Mas eu sei, agora,
que é questão de tempo
e de caminhada.
A minha morada eu não perdi

-ilumina-me!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Desse Amor



Nas Mãos Desse Amor
(Yohana)

Divinas essa pétalas
que vêm das lonjuras
das Constelações
desse Amor tamanho.
Não têm fim.
Não tem fim essa Presença,
a tolerância,
a esperança em mim.

Deito nas Mãos dessa Poesia Maior
a minha vida,
a minha história,
e vou, fortalecida
nessa alforria.

O que essas Mãos delineiam
eu cumpro.
Eis a minha flor mais bem cuidada.
Eis a minha vida
e o meu Amor.
Eis O meu rumo.

domingo, 1 de junho de 2008

Profundidade

Quando esse coração deserta,
é que se afogou a si
de profundidade.
Agora precisa emergir,
e perdeu o caminho.
Estende essas Tuas estrelas
pelos meus olhos
que eu só sei ver de bem perto,
dentro das minhas águas.

Quem sou eu

Minha foto
... uma alma apaixonada pela idéia da vida. Em qualquer de suas instâncias. Buscando, nalguma intensidade da arte, conhecer-se, amadurecer, conceber-se..

Digno

Ainda que toda palavra falte,
e toda ação pareça contida.
Ainda quando seja medida
a claridade, a música
que cadencia a vida.
Quando o sonho apresentar-se frágil,
e a esperança, tímida.
Quando eu seja mínimo,
e mínimo pareça o motivo.
Eu serei o que universa
a Sua força pelos meus sentidos.
O que O sabe nas próprias entranhas,
e reflete, na própria clausura,
para libertá-LO,
imperturbável, digno.
 

de alma Design by Insight © 2009

This template is brought to you by : temas blogspot - mario jogos