"É amargo meu viver se passo o tempo pensando em mim mesmo (...)
É doce meu viver se passo o tempo pensando em Ti" Rabindranath Tagore

domingo, 26 de outubro de 2008

Dias de sol

Quando eu puder abrir o coração,
sei que terei muitas flores nas mãos.
Elas terão em si o reino dos sonhos,
mas coroarão dias de sol sob céus reais,
e se doarão de si
muito mais do que há em mim.

Quando o Amor permitir,
terei nas mãos outros tantos
diversos
lírios muito mais belos
e perfumados.

Por hoje só tenho esses campos
desprovidos
gritando aos meus sentidos
que precisam de cuidados.

---------------------------------------
Sentido, escrito e publicado
por Yohana.
---------------------------------------

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Mais um pouco

Ainda hoje eu descubro
o meu olhar do mundo.
Removo o peso, o véu, eu mesmo
-removo, eu mesmo, a mim
para olhar de novo.

Ainda hoje eu me descubro
mais um pouco.

---------------------------------------
Sentido, escrito e publicado
por Yohana.
---------------------------------------

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Pouca

Já é bem tarde
onde o sol nem nasceu.
Te apressa, verso,
vem ser prece
que a minha veste
já vai ao léu
e Deus não leu
que as vezes todas
em que eu for
não leve,
mas pouca,
guarde os meus tesouros
entre os Seus.

---------------------------------------
Sentido, escrito e publicado
por Yohana.
---------------------------------------

sábado, 4 de outubro de 2008

Direção



O sentido das palavras
não sei/
eu mal as ouço/ vêm e vão
constantemente
em som tão tênue
que parecem nascidas
na caixinha secreta
que tens nas Mãos
que me reservas/
se às vezes e a custo
ainda as digo
é que ainda me esperam
muito mais do que revelam/
eu prossigo
pois sei quem vela
por mim e elas/
dá direção.
---------------------------------------
Sentido, escrito e publicado
por Yohana.
---------------------------------------

Fonte da imagem:
Galeria de Gustty

Quem sou eu

Minha foto
... uma alma apaixonada pela idéia da vida. Em qualquer de suas instâncias. Buscando, nalguma intensidade da arte, conhecer-se, amadurecer, conceber-se..

Digno

Ainda que toda palavra falte,
e toda ação pareça contida.
Ainda quando seja medida
a claridade, a música
que cadencia a vida.
Quando o sonho apresentar-se frágil,
e a esperança, tímida.
Quando eu seja mínimo,
e mínimo pareça o motivo.
Eu serei o que universa
a Sua força pelos meus sentidos.
O que O sabe nas próprias entranhas,
e reflete, na própria clausura,
para libertá-LO,
imperturbável, digno.
 

de alma Design by Insight © 2009

This template is brought to you by : temas blogspot - mario jogos