"É amargo meu viver se passo o tempo pensando em mim mesmo (...)
É doce meu viver se passo o tempo pensando em Ti" Rabindranath Tagore

domingo, 6 de julho de 2008

Em que estrela do tempo?

Em que estrela do tempo
foi que essa voz falou primeiro
ao meu coração?
Em que eternidade do Amor,
da Caridade?
Eu não poderia saber.
Ainda brinca esse mistério
sem mistérios,
na voz que chega sempre suave,
sem imposições, sem guerras
(legitimidade...)!,
como se quisesse me dizer
que é de mim mesmo que vem,
fazendo-Se parte,
deixando-me Ser.

Em que estrela do tempo?
Não sei.
Importa que haja.
Importa que eu haja
na estrela do tempo,
onde age o abraço
que me permanece.

Quem sou eu

Minha foto
... uma alma apaixonada pela idéia da vida. Em qualquer de suas instâncias. Buscando, nalguma intensidade da arte, conhecer-se, amadurecer, conceber-se..

Digno

Ainda que toda palavra falte,
e toda ação pareça contida.
Ainda quando seja medida
a claridade, a música
que cadencia a vida.
Quando o sonho apresentar-se frágil,
e a esperança, tímida.
Quando eu seja mínimo,
e mínimo pareça o motivo.
Eu serei o que universa
a Sua força pelos meus sentidos.
O que O sabe nas próprias entranhas,
e reflete, na própria clausura,
para libertá-LO,
imperturbável, digno.
 

de alma Design by Insight © 2009

This template is brought to you by : temas blogspot - mario jogos